Mensagem de Exu Zé Caveira: Umbanda não é bagunça!

Exu Zé Caveira, entidade que se manifesta em muitos Terreiros de Umbanda, deixou uma mensagem por meio de um médium incorporante, cujo teor reproduzimos abaixo.

O texto foi retirado da internet, mas não conseguimos encontrar o autor até o momento para dar os devidos créditos.

Acompanhe!

Exu Zé Caveira fala aos umbandistas

Irmãos de fé: Umbanda não é amarração amorosa, não é adivinhação, não é leitura de cera de vela. O meu cavalo aqui tem visto cada coisa! Vocês estão ficando loucos?

Há pessoas querendo saber somente o que o Exu fala; o que o Preto Velho fala não tem importância?

Vou contar um segredo: foi atendido por um Exu ou Pombagira que fez “acordo” e cobrou para isso? Sinto informar, você foi enganado. Quem fez “acordo” com você foi um quiumba e você ficou preso com ele!

As coisas estão dando errado? Foi o tal acordo com o quiumba. A culpa não é minha, não é do Tranca Rua ou do Meia-Noite. Trabalhamos com as energias densas, mas não somos objetos do mal nem empregados de ninguém! Vocês tem mania de jogar tudo nas nossas costas!

Trabalho com esse cavalo há quatro anos. Esse cavalo leu muito e dedicou dois anos da vida no desenvolvimento mediúnico. Já era médium lá com os kardecistas, mas meu irmão Pai José de Angola não podia falar lá! Então ela nos encontrou.

Ela [o cavalo] herdou o benzimento de sua família, espíritos encarnados como instrumentos para nosso trabalho de amor, caridade e auxílio.

Vi ela muito nervosa desde o primeiro dia que leu o que tem aqui. Cadê o respeito de vocês com os médiuns? Com nós, as entidades?

Não mando recado em cera de vela não meu filho! Eu vou lá e faço o que tem que ser feito! Você recebe conforme o seu merecimento!

Outra coisa: o tempo das coisas acontecerem segue os planos de Deus! Não sou aquelas caixas onde vocês apertam o botão e as coisas saem na hora! Já parou para pensar que você, que está reclamando de tudo aí, precisa enxergar que o problema é você e não os outros?

Se tenho permissão de vir trabalhar é porque o negócio é sério!

Respeitem as entidades, os médiuns e a Umbanda. Nossa fé não é repartição pública!

Uma boa noite do Exu Zé Caveira!

Mojubá!