Hoje pensei em desistir (mas algo aconteceu)

Hoje eu pensei em desistir, largar tudo, seguir outro rumo.

De joelhos, chorando, eu pedi a Oxalá um caminho novo.

Foi quando eu senti meu coração acelerar. Senti uma força muito grande, meu corpo arrepiou, suava frio.
Então abri os olhos e todos os meus Guias estavam à minha frente.

O primeiro a me abraçar foi meu Preto Velho. Em seguida ele me disse:

"Filho serei sempre o abraço que você precisa na dificuldade. Comigo você pode sempre contar.

Logo em seguida veio a Preta Velha. Sorriu, pegou um terço que estava em seu pescoço colocou em minha mão com delicadeza.E disse:

"Filho, quando estiver com o coração amargurado e com medo, ore com fé que eu venho lhe ajudar."

Surpreso e emocionado, mal sabia eu que isso era só o início.

Logo meu Caboclo deu um brado tão forte que me arrepiei dos pés a cabeça.
Então ele me olhou e disse:

"No meu brado todos os seus medos e inseguranças vão perder a força. Creia nisso."

Da mesma forma veio minha Cabocla. Me olhou firme, tirou uma pena do seu cocar e disse:

"Seja leve feito uma pena, mas saiba aonde pousar."

Hoje pensei em desistir, mas tamanho acolhimento me fortalecia a cada revelação.

E tinha mais!

Veio então meu Erê. Me rodeou, jogou uma luz colorida e disse:

"Vim colorir seu coração, ele anda muito triste."

Em seguida meu Boiadeiro pegou seu laço e começou a rodar, tocou seu berrante e disse:

"Enquanto eu for Boiadeiro, filho, nenhum dos meus se perde na estrada."

Calmamente meu Cigano me olhou, piscou e disse:

"Seja livre feito o vento, saiba caminhar alegremente. E quando estiver perdido é só olhar para as estrelas. Olhe, pois lá vou estar para lhe guiar."

Então, quando eu ia me levantar olhei para o lado e minha Pombagira me deu a mão e disse:

"Todas as vezes que você cair eu vou lhe ajudar a levantar; no chão você nunca vai ficar."

E, naturalmente, lá na porteira, dando segurança a toda esta manifestação espiritual, estava meu Exu. Deu uma gargalhada e disse:

"Gostou da surpresa moço? Desistir pra que rapaz? Olha quantas pessoas acreditam em você. Enquanto nós, espíritos, formos firmes em sua vida, seu caminho será sempre a Umbanda."

E com um lindo sorriso ele bateu seu tridente no chão e todos os espíritos se foram.

Foi quando eu olhei pro congá e vi saindo das mãos de Oxalá uma intensa luz bem na minha frente. Senti uma enorme paz…

Vi então meu Pai Oxóssi me abraçar e me cobrir com as folhas de sua mata.

Vi minha Mãe Iansã levantando vento e tirando tudo de negativo que eu mesmo coloquei em meu caminho.

Logo em seguida todos os Orixás me abraçaram e foi aí que percebi que a Umbanda será sempre a Luz que guia meu caminho.

Que qualquer estrada que eu caminhar, a força que eu carrego ao meu lado sempre vai estar.

Hoje pensei em desistir. Mas percebi que a Umbanda nunca vai desistir de mim.

Este texto foi sugerido e republicado no Grupo do Umbanda Eu Curto e é atribuído a Jefferson Santana. Imagem ilustrativa de Bendito Benedito.