Firmezas com velas: saiba como fazer e conheça os benefícios

Firmezas com velas é algo comum na Umbanda. Mas você conhece seus benefícios? Sabe como e quando deve fazer?

Ao firmar uma vela você está, em primeiro lugar, dando foco a uma intenção sua, seja qual para: cura, trabalho, resolução de problemas, etc. É uma forma eficaz de entrar em contato com o mundo astral de forma direta, sem a necessidade de rituais complexos ou complementares.

Firmezas com velas é algo inerente às religiões através dos tempos, pois a tradução mais imediata de uma vela acesa em ambiente religioso é pôr luz onde antes havia escuridão. Mas como também sabemos, atitudes mais simples requerem atenção, respeito e cuidados. Não basta acender uma vela em qualquer lugar, fazer uma oração apressada e achar que está tudo está bem.

Religião vem de “religare”, reconectar-se com a espiritualidade e consigo mesmo. Assim, fazer uma firmeza com velas requer seu compromisso com aquele momento, com uma conexão espiritual em favor de algo que você ou precisa. Seus pensamentos, seus sentimentos e intenções devem ser claros, nítidos. Tenha em mente, antes de qualquer coisa, o que você quer para assim dar direção à sua firmeza.

Como os Pretos velhos dizem, “esses tocos ou veladores são só sebo, filho. É na sua cabeça que você firma de verdade”. A vela é instrumento para se ligar vibracionalmente com suas intenções, muito mais do que simples ato mecânico de acender um objeto feito de parafina e pavio.

Portanto, um bom começo é consultar sua mente e perceber tudo o que deseja para sua vida: alegria, saúde, oportunidades profissionais, clareza de pensamento, etc., ou que deseja eliminar como tristezas, pensamentos ruins e muito mais.

Feito isso, escolha um local de pouca circulação em sua casa, onde poucos ou ninguém pode mexer. Se já tem um altar, ótimo, este é o local indicado . Em seguida, escolha um dia e horário em que possa fazer suas firmezas com velas sem interrupção, com calma e concentração. Só pode fazer isso à noite? Sem problemas.

Então, escolhida a intenção, o local, o dia e o horário, resta saber qual tipo e cor de velas você deve firmar. Embora aqui no portal UMBANDA EU CURTO você encontre textos sobre cores das velas para cada Guia ou Orixá, esta não é uma condição fundamental para suas firmezas com velas.

Na dúvida, escolha sempre velas brancas, que podem ser palito ou de 7 dias. E se não conseguiu decidir para qual Guia ou Orixá deve firmar, peça para todos. Isso mesmo: todos.

Peça para que toda a espiritualidade e seres de Luz na Umbanda estejam ali com você, nesse momento, amparando sua firmeza com velas. Acenda, firme-as (ou apenas uma, como preferir) e mentalize suas intenções. Visualize o que deseja como já se já estivesse acontecendo. Faça uma oração de sua preferência, se desejar. Agradeça a espiritualidade por estar ali, naquele momento exato, tendo a chance de se concentrar e elevar seus preces.

Feito isso siga em frente, dedique-se aos seus afazeres e saiba que a firmeza ali realizada agora se tornou seu compromisso pessoal com a espiritualidade firmada. Caberá a você, dali em diante, trabalhar no dia a dia em prol daquilo que firmou e deseja. A magia das velas é um caminho de mão dupla. Acender e largar, deixar pra lá, é inócuo.

Já recebemos relatos de pessoas que acendem suas velas mas não conseguem se concentrar. Outras nos disseram que são tantos os pedidos e desejos que “nem sabem por onde começar”.

Uma boa solução para isso é não ter pressa. Após acender a vela, feche os olhos, deixe os pensamentos voarem. Vá mentalizando tudo o que está passando em sua vida, o que está bom, o que está ruim. Este exercício vai funcionar como um filtro interno em sua mente, pois em algum momento, não importa o tempo que leve, você chegará no pensamento correto, na intenção mais forte que deseja dar à sua firmeza.

Há seguidores do UMBANDA EU CURTO que também relatam que preferem escrever suas intenções em um pedaço de papel, prática muito comum durante as Giras nos Terreiros. Sim, você pode adotar este expediente sem problema. Como dizem, “o papel aceita tudo” e ao escrever você diz a si mesmo (à sua mente) que suas intenções saíram do etéreo e começaram a se materializar. É sempre uma boa prática escrever o que se quer, experimente!

Por fim, embora os leitores saibam disso muito bem, sempre é bom relembrar: faça firmezas com velas sempre com intenções positivas, nunca negativas.

Seus pensamentos e desejos devem estar imantados e direcionados para o amor, respeito, ajuda a quem necessita. Jamais para desejar o mal a alguém.

Faça suas firmezas sempre que desejar, sempre que sentir a necessidade. Conecte-se com o sagrado, confie e trabalhe pelo que deseja. E a cada vitória, a cada conquista, agradeça, seja em pensamento, seja com uma vela firmada apenas para isso. Ilumine-se!