Segredos que você precisa saber sobre a energia da casa

A energia da casa pode parecer algo difícil de determinar, mas não se engane. Ela existe e pode sim ser benéfica ou prejudicial a seus habitantes. Até o mestre Chico Xavier já tratou deste tema.

Portanto, cuidar da energia da casa significa, antes de mais nada, evitar a todo custo brigas e conflitos. Um ambiente equilibrado e saudável requer compreensão e entendimento.

Afinal, ninguém em sã consciência deseja viver num local onde as energias negativas “pesam” não só para seus moradores como também para os visitantes.

Sim, porque há casos em que até mesmo pessoas que tenham estado num local por pouco tempo conseguem sentir efeitos ruins decorrentes de sua visita. Bocejos excessivos, um peso inexplicável nos ombros e até relatos de dores de cabeças já foram feitos. E tudo isso de forma inexplicável, ou seja: as pessoas estavam bem antes de entrar e, ao sair, já apresentavam algum desvio.

Um ambiente energeticamente conturbado, nocivo e pesado pode influenciar a vida das pessoas para pior, é fato. Mas temos que entender que o padrão vibratório de uma casa tem relação direta com a energia e o estado de espírito e psicológico de seus moradores.

Além de evitar os conflitos exagerados, como dissemos no início, o conjunto de pensamentos, sentimentos, atitudes, estados de espírito, condições físicas, anseios e intenções dos moradores acabam influenciando o ambiente do lar, criando o que alguns chamam de “memória energética da casa”. E esta memória funciona tanto para o negativo quanto para o positivo (ainda bem!).

É fácil encontrar pessoas que estiveram nesta ou naquela residência e se sentiram muito bem, até mesmo com uma sensação de acolhimento, independentemente do tamanho da casa, bairro, luxo ou simplicidade interna, não é mesmo?

Essa atmosfera gostosa, sem dúvida, é dada principalmente pelo estado de espírito positivo de seus moradores. Infelizmente, hoje em dia, é muito mais corriqueiro entrarmos em ambientes que nos oprimem ou nos dão a sensação de falta de paz e, às vezes, até de sujeira, mesmo quando a casa está limpa.

A energia da casa pode gerar inadvertidamente uma vontade de ir embora, mesmo que estejamos sendo muito bem tratados pelos anfitriões. É que a energia da casa, nestes casos, já estarão carregados de péssimos fluidos gerados pelos moradores em atos, pensamentos, falas e acontecimentos.

Um detalhe: se estiver se mudando para uma casa ou apartamento novo, é importante que você se instale, deixe tudo arrumado a seu gosto e faça um ritual simples de limpeza energética. Acenda uma vela branca, peça aos Guias ou Orixás que abençoem seu novo lar, eliminando qualquer influência dos moradores antigos. O ritual do incenso (que descreveremos abaixo) também pode ser feito sempre que desejar.

E se quiser saber mais, publicamos há algum tempo um e-book sobre como praticar a Umbanda em casa com segurança, valendo-se de rituais simples e bem fundamentados. Conheça aqui.

Como manter a energia da casa positiva?

O básico é evitar brigas e discussões desnecessários. Observe o tom de voz: evite gritos, palavrões e formas agressivas ao falar. Cuide dos pensamentos e, caso seja tomado por algum sentimento ruim, coloque fé e esperança na frente, imaginando o Bem superando o mal rapidamente.

Pequenos gestos como não bater portas com força e nem arrastar móveis e cadeiras de forma ríspida também contam. E se porventura você receber a visita de pessoas com vibrações estranhas, ruins, abrevie ao máximo a estada delas em sua casa.

Quando elas saírem, faça uma oração que goste e peça à espiritualidade que leve embora todo e qualquer resquício energético ruim embora. Acenda um incenso, se assim desejar, e caminhe com ele aceso nas mãos, do fundo da casa ou apartamento em direção à porta de entrada. Passe por todos os cômodos e vá mentalizando paz, Luz e equilíbrio em cada cantinho.

Na Umbanda Comunidade criamos a série MANDINGAS E SABERES com dicas simples que ajudam a manter a energia da casa em bom estado. E tem sugestão para outras situações também. Inscreva-se gratuitamente e confira lá.

Tags:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site e são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

>