Umbandista sim, fanático não!

Umbandista sim. Já fanático é outra coisa…

“Fanus” vem do grego e quer dizer templo. Ou seja: o fanático é aquele que “trocou” Deus pelo templo. A adoração dele já não é para Deus e sim para “coisas” do Templo em si. É a pessoa apegada ao meio e não ao fim pelo qual este meio busca alcançar.

Ele se prende entre procedimentos rituais, dogmas e tabus. O Fanático, além de não pensar em outra coisa senão no “Templo” com suas “regras”, também crê que sua religião é melhor que as outras.

O fanático quer converter a todos e salvar o mundo com sua religião, a única que tem condições para isto. O fanatismo é um vício no campo da Fé.

O Templo é algo que faz parte da religião, mas não é a religião. No templo se criam dogmas e tabus, mas na religião de Umbanda não, pois não está instituída, não responde a uma instituição. E isso dá uma grande liberdade a seus praticantes que devem seguir sim a ética e o bom senso, pois esta sim é a Lei da Umbanda.

Seja livre, a Umbanda é livre, tanto que é quase uma “não-religião” ou uma “antirreligião”.

Muitos são católicos e frequentam a Umbanda; muitos são espíritas e praticam a Umbanda; outros são dos Cultos de Nação e trabalham na Umbanda.

Podemos ser umbandistas e frequentar outras religiões e cultos, pois a Umbanda reconhece todos os caminhos que levam a Deus.

Umbanda é mais do que uma religião: é uma forma de pensar e viver.

Para mim, “Umbanda é universalismo prático”. Ser umbandista é ter o pé no chão e a cabeça aberta a tudo.

Religião não é um conjunto de regras, práticas, dogmas e tabus: religião é uma experiência concreta com o Sagrado. Religião é o ato de se religar a Deus. Religião é algo ligado ao sentir, pois o que se busca na religião transcende o intelecto.

O pensar é algo bom, intelectualizar nem sempre é bom, muita coisa foi feita para sentir e não para se entender.

Quando encontrar Deus nas outras religiões e, muito mais do que isso, quando encontrá-lo nas pessoas com quem convive, independentemente de sua crença, quando encontrá-lo dentro de você, então estará encontrando a Umbanda.

Fanático nunca mais!