Desenvolvimento mediúnico na Umbanda

desenvolvimento mediúnico

Desenvolvimento mediúnico na Umbanda é um tema recorrente.

Por isso, cabem algumas importantes considerações que trataremos a seguir.

O desenvolvimento mediúnico na Umbanda costuma ser lento

Portanto, exige muita paciência, não pode ser forçado, nem acelerado. Não se pode pular etapas, tudo acontece no momento certo.
E é bom que seja assim.
Assim, o atendimento é uma responsabilidade muito grande.
É necessário garantias de que o médium está preparado para assumir essa tarefa. E este preparo vem somente com o tempo.

O amadurecimento da mediunidade é um desenvolvimento de si mesmo

Consequentemente exige autoconhecimento.
Decerto, é preciso evoluir moralmente, assumir uma postura correta, agir de acordo com os princípios éticos.

O desenvolvimento mediúnico poderá fazer com que coisas há muito guardadas se manifestem

Dessa forma, você deverá mergulhar em seu interior e limpar o coração de todos os sentimentos negativos, pensamentos e memórias que pesam em seu ser.
Pois não haverá mais para onde fugir. Você terá que lidar com isso, resolver-se.

O estudo é necessário para o desenvolvimento mediúnico

Enfim, não ache que já sabe o suficiente.
Pois é o conhecimento que trará a compreensão do que se passa contigo.
Assim, tenha a humildade de sempre ouvir, mostrando-se sempre disposto a aprender mais.
Muitas de suas perguntas têm respostas, basta procurá-las.

As incorporações são mais conscientes atualmente

Há muitas dúvidas. Você se perguntará se é você ou a entidade muitas vezes.
Mas isso tudo é normal, é natural. Com o tempo ficará mais fácil distinguir o que é seu e o que é da entidade.
Portanto, nesta fase inicial, a fé será ainda mais necessária.
Inegavelmente, para prosseguir neste caminho maravilhoso que é a mediunidade, deverá persistir apesar das dúvidas e inseguranças.

LEIA TAMBÉM  Educação mediúnica: mitos e preconceitos na Umbanda

Desenvolvimento mediúnico deve ser no Terreiro, sob a supervisão de um sacerdote, dirigente ou Pai/Mãe de Santo

Portanto, é a ele/ela que você deve recorrer caso tenha alguma dúvida ou esteja passando por alguma situação.
Cursos podem te ajudar, mas não substituem o acompanhamento de alguém mais experiente.
Todavia, conheça muito bem o Terreiro antes de solicitar o ingresso.

Não são os elementos materiais que farão de você um bom médium

Banhos, guias, firmezas podem contribuir, mas somente o tempo fará de você um médium preparado.
Assim, não se deixe impressionar por aquilo que é superficial.

Não se preocupe em descobrir quem são seus Orixás de Cabeça, nomes das entidades, os pontos delas…

Pois na hora certa, quando seus Guias considerarem que é o momento, você saberá.
Dessa forma, apenas deixe fluir as coisas em sua naturalidade.

Saiba aceitar sua mediunidade do jeito que ela é

Cada um tem sua peculiaridade e é parte do desenvolvimento descobrir isso.
Além disso, aprenda com os exemplos alheios, mas não tente imitar alguém.
A saber, a incorporação é um momento seu.
Portanto, não ligue para a opinião dos outros. O objetivo não é agradá-los.
Repetimos: o importante é deixar a incorporação fluir naturalmente.

O espírito não ‘entra’ no corpo do médium

Ao passo que o transe mediúnico acontece pelo acoplamento dos chacras, onde a entidade te envolve com sua energia, criando uma conexão mental.
Então, para que isso ocorra com harmonia, é importante que esteja com sua aura limpa.
Isso acontece através de bons pensamentos, práticas corretas e equilíbrio emocional.
Da mesma forma, busque cumprir os preceitos.
No dia de Gira, busque entrar em sintonia desde cedo com a espiritualidade.

LEIA TAMBÉM  Quando o médium de Umbanda se sente superior

Aproveite o tempo como cambone

Há muito para aprender durante o desenvolvimento mediúnico.
Sem dúvida, é a oportunidade que você possui de servir diretamente às entidades.
Por certo você sentirá muita falta disso no futuro…

Você tem todo o direito de não desenvolver a sua mediunidade! O livre arbítrio é Lei Divina

Pois há muitas outras formas de entrar em sintonia com a espiritualidade; a Umbanda é apenas uma delas.
Ou seja, é somente o amor e o desejo de servir ao Pai Maior que devem te motivar a buscar esse caminho de luz.

Por fim, lembre-se que o objetivo maior do desenvolvimento mediúnico é a prática da caridade.

Com efeito, não é para nos auto-afirmarmos diante do outro.
Mas sim, antes de tudo, para contribuir com a obra do bem.

Desenvolvimento mediúnico na Umbanda
FOTOBruna Prado/Casa de Caridade Caboclo Peri. Rio de Janeiro. 2016