Louro – Dia 13 – Erveirança 5.0

Louro é famoso, cheiroso e fácil de encontrar. Faltam 38 dias de Erveirança e hoje vamos falar da erva que é símbolo de vitória, glória e sucesso!

Dia 13 – Erva 13

Louro – Laurus nobilis

Ser aclamado, reconhecido por um feito que seja, chegar em primeiro lugar, se sobressair em algo, ser o campeão, a campeã.. “And the Oscar goes to…” Uau, que incrível não é? Poderíamos simbolizar esse momento usando expressões como “os louros da glória”, ou “foi laureado”, que indica alguém homenageado ou premiado. Ao vencedor, os louros. Essas expressões mostram a herança de simbolismo que recebemos dos povos antigos, e a força que torna tão esta planta “laureante”.

Vimos nas Olimpíadas de Atenas que os vencedores de cada prova recebiam coroas de “Oliveira”, símbolo da vitória, adaptadas no lugar do Louro por ser essa erva um dos símbolos da cidade. Mas essa cultura simbólica vem de muito longe, da própria mitologia grega que conta sobre a ninfa Daphne, que se escondia na figura do loureiro para escapar de Apolo, e que este se serviu dessa simbologia para lembrar a sua amada.

Apolo, o Deus Grego da Iluminação, da Cura, da Luz do Saber, protetor dos atletas e dos jovens guerreiros, ou por adaptação, dos vencedores. Para eles, receber ramos de Louro entrelaçados era o símbolo da glória suprema, o que hoje representam as medalhas de bronze, prata e ouro.

Louro, o símbolo da vitória, glória e sucesso; Alecrim, símbolo da juventude… símbolos e mais símbolos. Se uma árvore de Louro morresse, certeza de mau agouro, tão dedicada a sua força e resistência.

Trocar ou presentear com folhas de Louro na virada do ano também é um tipo de simbolismo. Carregar esse amuleto na carteira ou bolsa durante o ano todo é a prova de que na virada você tinha um plano, uma meta ou simplesmente um desejo. E essa é uma das poderosas funções do Louro, armazenar essas informações e nos lembrar no decorrer do ano. Parece louco isso né, como uma erva pode nos rememorar de algo de meses atrás?

Será que uma planta consegue fazer por mim o que eu deveria estar fazendo? Isso serve para todas as ervas de uso ritualístico. Nunca farão por nós aquilo que nós mesmos não faríamos. Prova disso, é que no meio do ano a gente nem “lembra” que está carregando o louro, muito menos que planejou algo no réveillon.

Nesse caso, muitas vezes o Louro é associado a “não faltar dinheiro”, mas poderíamos lembrar que um bom planejamento de metas e objetivos e disciplina para cumpri-los, leva a uma situação favorável no sentido econômico. É o primeiro passo da vontade de cada um para que dê certo, e é aí que o Louro entra. Essa energia viva, magnetizadora dos objetivos, que clareia os caminhos em uma direção já definida; que ajuda cada um a lembrar (desde que queira) das suas metas.

Nos nossos critérios de classificação, essa é uma erva FRIA OU ESPECÍFICA (acompanhe no texto bônus mais sobre classificação). Erva masculina, não no sentido de gênero, mas de atuação, sendo considerada realmente um imã de energia material, física, atômica mesmo, catalisando assim o desejo de progresso e crescimento.

Nós a associamos à vibração construtora, magnetizadora e iluminadora de Oxalá. Energia leve, mas forte e potente na ação, pode ser usada em todos os preparos desse Pai Orixá, e nos preparos de todos os Orixás onde seja necessária uma ação intensa, de magnetismo firme e contundente para o propósito desejado.

Encontramos ainda a certeza (assertividade) de Pai Oxóssi, a abundância natural do que é correto nas nossas vidas. Traz firmeza de propósito, racionalidade e percepção reta, indicada como banhos e defumações para pessoas que viajam nas nuvens da imaginação e são pouco realizadoras.

Ah, quase esqueci de falar, o Louro vem temperando nossos feijões e outros pratos a séculos, e um ramo dele pendurado na cozinha garante harmonia, prosperidade e panelas cheias o ano todo! Só não esqueçamos de fazer a nossa parte, senão não há erva que possa nos ajudar!

Que as lindas vibrações do Louro nos abençoe e não nos deixe esquecer quem somos!

Gratidão imensa, ainda e sempre!