Como funciona um Terreiro de Umbanda?

Como funciona um Terreiro de Umbanda? Há regras comuns para todos?

Certamente que dentro de um Terreiro deve existir organização e disciplina.

Assim, para manter essa organização e disciplina deve existir também um sistema hierárquico.

Aliás, alguns Terreiros dividem-se em parte administrativa e espiritual.

A parte administrativa funciona como uma associação normal, com Presidente, Tesoureiro, Secretários e outros cargos que possam vir a serem úteis na composição de seu estatuto.

Na parte espiritual é comum ser dividida da maneira descrita abaixo.

Pai de Santo e Mãe de Santo

Ao passo que, dependendo da vertente, são também chamados de Babalorixá e Ialorixá. São os Dirigentes do Terreiro.
Assim chamamos de Sacerdote (Pai de Santo) ou a Sacerdotisa (Mãe de Santo). É o (a) responsável espiritual por tudo que acontece nas Giras, antes, durante e depois.

Eles (as) têm a função de cuidar e zelar espiritualmente do Terreiro e dos médiuns, orientar e dirigir os trabalhos abertos e fechados ao público.
São os (as) responsáveis em fazer cumprir as diretrizes estabelecidas pelo astral superior.

Pai Pequeno e Mãe Pequena

São os (as) segundas na hierarquia de um Terreiro.

Tem como função auxiliar e substituir quando necessário o Pai ou Mãe de Santo.

Além disso, outras funções específicas variam de Terreiro para Terreiro.

Médiuns de Trabalho

São os médiuns que trabalham incorporados, cujas entidades já dão consulta e já passaram por todos os preceitos do Terreiro, que também variam de um para outro.

Médiuns em Desenvolvimento

São médiuns que, como o nome já diz, estão em desenvolvimento.
Portanto, ainda não passaram por todos os preceitos da Casa.
Em alguns Terreiros eles podem dar passes e até já incorporam uma ou outra Linha de trabalho.
Mas não são autorizados a dar consultas.
Pois estão sendo preparados para tornarem médiuns de Trabalho.
Ajudam durante as Giras no auxílio às entidades incorporadas.

Como funciona um Terreiro de Umbanda? 2

Cambonos (ou cambones)

São os responsáveis para auxiliar as entidades, esclarecer a assistência (o público) quanto às obrigações ou aconselhamentos passados, coordenar a entrada da assistência nas consultas e passes.

Curimbeiro, Atabaqueiro ou Ogã

É a pessoa responsável pela puxada dos Pontos Cantados e também bater ou tocar o atabaque, quando utilizados pelo Terreiro.
Sua função é a de ajudar na evocação das entidades e auxiliar a manter a egrégora positiva da Casa durante as seções.

Outras Casas podem ter configurações diferentes.
Mas, de maneira geral, é assim como funciona um Terreiro de Umbanda.

Deixemos bem claro que todas as funções são importantes dentro da organização de um Terreiro e nenhuma é melhor ou pior que a outra.

Assim, o respeito e a disciplina deve sempre ser elementos básicos da convivência entre todos.

A maneira como funciona um Terreiro de Umbanda e sua hierarquia não devem ser alvo de inveja ou orgulho.

Cada um exerce seu papel em comunhão com os demais, visando o bem de todos.