Publicidade
Início Matérias Banhos Alecrim na Umbanda e suas aplicações para o dia a dia

Alecrim na Umbanda e suas aplicações para o dia a dia

0
6668
Publicidade

Alecrim na Umbanda é quase sinônimo de Umbanda!

Vamos falar de mais uma erva da família das labiadas que é bastante comum e seu uso é frequente nos rituais de Umbanda.
Assim, trata-se do Alecrim (ou Rosmarinus Officinalis).

Além disso, a origem de seu nome “Rosmarinus” vem do latim e significa:
“O orvalho que vem do mar”.
Decerto, porque o Alecrim surgiu nas praias do Mediterrâneo e tem cheiro característico de flores à beira-mar.

Igualmente, muito usado pelos portugueses, foi introduzido em nossa cultura pelos bandeirantes.
Mas antes disso já existiam espécies em nossa terra e o nativo sabia muito bem como utiliza-las.

Primeiramente, os gregos faziam coroas de Alecrim e usavam-nas como símbolo da imortalidade.
Além disso, também o Alecrim teve seu caule queimado para purificar o ar em hospitais e quartos de doentes.

Ademais, seu cultivo é simples e não exige muitos detalhes.
Pode e deve ser plantado junto à Sálvia.

Portanto, é uma erva arbustiva e não ultrapassa os dois metros de altura; gosta de bastante sol.

Aliás, é uma erva ligada ao planeta Sol e aos Orixás Oxalá, Oxóssi e Xangô.

No uso ritualístico, o Alecrim atenua a característica agressiva de outras ervas como o Guiné e o Pinhão-Roxo, entre outras usadas em banhos e defumações.

Decerto, podemos usá-lo sozinho para banhos e defumações, pois trata-se de uma erva das mais completas, carregando em si propriedades limpadoras, purificadoras e energizadoras.

Erva da Amizade e da Juventude eternas, se colocada embaixo do travesseiro proporciona bons sonhos.

Igualmente, banhos de Alecrim tomados por um casal (de preferência juntos) faz com que o amor se eternize.

Essa poderosa Erva da Jurema é um inseticida natural.
Assim, você pode fazer uma infusão bem forte e usá-lo num borrifador para afastar moscas e outros insetos.
De outro lado, na culinária é um ótimo tempero para carnes e peixes.

Ao mesmo tempo, é bom para os rins, equilíbrio da pressão arterial, melhora a circulação.
Usado como antisséptico, combate a icterícia e auxilia nos casos de dores reumáticas, digestão e facilita a menstruação.

Pode-se preparar um “fumo” somente com Alecrim ou associado com a Sálvia que auxilia nos casos de asma.

Portanto, é isso pessoal!

Adquira também o e-book ERVAS AQUI.

Foto: Davi Nunes/Reprodução