Zélio de Moraes, seus estranhos “ataques” e o nascimento da Umbanda