Nanã Buruquê – A Guardiã do Saber Ancestral

nanã buruquê

Nanã Buruquê, a mais velha das iabás, não costuma ser cultuada em todos os Terreiros.

Aliás, é até temida por alguns umbandistas.

Portanto, nesta obra, os leitores poderão apreciar essa Mãe Divina como parte de Olorum, o Divino Criador.

Da mesma maneira, poderão tomar contato com seu recurso evolutivo.

Ou seja: com sua ação decantadora, propiciadora de calma, silêncio, sabedoria, misericórdia, evolução e cura.

As autoras buscaram desvendar alguns dos grandiosos mistérios dessa Mãe Orixá associada à velhice, com muita parcimônia, cerimonialidade e respeito.

Ainda mais, abordaram a relação dessa divindade de Olorum com a natureza e com o corpo humano, sua hereditariedade e os Guias Espirituais nessa irradiação.

Igualmente trataram do aspecto reatividade do mistério Nanã Buruquê.

Nanã Buruquê - A Guardiã do Saber Ancestral

A saber, sua ancestralidade, a transcendência, a memória, suas hierarquias, como ativá-las e oferendá-las e muitos outros fundamentos.

Com efeito, as autoras esperam que, com esta obra, os leitores possam entender Mãe Nanã como a grande avó amorosa e calma, sábia, simples e misericordiosa.

Mas, além disso, que compreendam que Ela nos ampara nas transições.

E sempre, com serenidade e sabedoria e que assim possamos amá-la com muito respeito.

Enfim, que possam dar a Nanã e às sutilezas de seus mistérios a atenção, a importância e a reverência que Ela merece.

Sobre as autoras

Cris Egídio nasceu na cidade de Jacareí, no interior de São Paulo.

Em 1995, logo após a leitura do livro O Guardião da Meia-Noite, foi conhecer na capital paulista o autor e sacerdote Rubens Saraceni.

LEIA TAMBÉM  Casamento umbandista pelas lentes de um fotógrafo evangélico

Foi dele que recebeu a orientação para iniciar seu desenvolvimento mediúnico na Umbanda e por quem foi desenvolvida.

Durante 20 anos pertenceu à corrente mediúnica do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda.

Aliás, por 9 anos desse período, exerceu a função de Mãe Pequena coroada.

Igualmente, é autora do livro Mistério Pombagira Mirim, também editado pela Madras Editora.

Por fim, escreveu também Rituais Familiares aos Sagrados Orixás, também em parceria com Lurdes de Campos Vieira.

Por sua vez, Mãe Lurdes, como é chamada, é autora de várias obras como: Manual Doutrinário, Ritualístico e Comportamental Umbandista entre outras.

Nanã Buruquê – A Guardiã do Saber Ancestral é o mais novo lançamento das autoras.

Anteriormente, lançaram Ogum – A Ordenação Divina, também pela Madras Editora.

AVALIAÇÃO GERAL
Avaliação Geral