Orixá 2022: isso realmente é importante?

Orixá 2022 ou a determinação da regência divina para o novo ano é uma curiosidade específica de fim de ano. E há algumas formas diferentes para determinar isso.

De acordo com estudos astrológicos, a cada 36 anos um ciclo planetário maior se inicia. E, no dia 20 de março de 2017, começamos um novo grande ciclo, regido por Saturno. Saturno esfria tudo o que toca e costuma nos trazer duras lições e provações, que pode significar sofrimento, mas também oportunidade de crescimento. Saturno rege o ciclo de 36 anos, que vai até 2053 e se coloca como pano de fundo, recebendo as regências menores, que acontecem anualmente.

Segundo a astróloga Virginia Gaia, cada signo tem um regente (e é assim também com os anos). A sequência de regentes de cada ano é estabelecida com base na Estrela dos Magos, também conhecida como Estrela Setenária, que tem em cada uma de suas pontas o que, para a Astrologia, representam planetas que podem ser vistos a olho nu: Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte e Júpiter.

Com o surgimento da pandemia da covid-19, é impossível não relacionar com tudo o que vem acontecendo no mundo nos últimos dois anos. Assim, 2020 foi regido pelo Sol, o astro-rei. Exigiu criatividade, força e consciência sobre si e os demais para que os objetivos individuais e dos grupos se realizassem concomitantemente.

Orixá 2022: isso realmente é importante? 1
Estrela Setenária (Reprodução da internet)

2021 foi o ano de Vênus, considerado o planeta do amor, da beleza e das artes, marcado pela busca por equilíbrio e paz, que impuseram desafios relacionados à nossa maturidade psicológica, tanto nas relações privadas quanto nos relacionamentos em sociedade.

Mas em 2022 a história muda um pouco, já que o planeta regente do novo ano será Mercúrio, que é o astro da comunicação e pode acentuar nas pessoas a habilidade de argumentar, dividir opiniões e compartilhar experiências.

Mas porque o planeta regente do ano é importante na Umbanda? O que isso tem a ver com os Orixás regentes de cada ano?

Orixá regente e planeta regente

A energia do planeta regente de cada ano consegue apontar tendências de temas que podem surgir ao longo dos meses, porém, ela não é determinante no andamento da vida de cada um de nós. E o mesmo se aplica quando tratamos de Orixás regentes de cada ano.

Por aproximação cultural e histórica, o Orixá associado ao planeta Mercúrio é Ibeji. O nome é uma junção dos termos iorubá “ibi” (nascimento) e “eji” (dois). Ibeji é Orixá protetor dos gêmeos e é representado por duas imagens iguais lado a lado. Vê-se claramente a associação com a ideia de divisão, comunicação, compartilhamento.

Na Umbanda, é relacionado à Linha das Crianças, outra referência ligada à criatividade, expansão, crescimento e abertura de caminhos. E isso tudo será amplificado em 2022.

Orixá 2022 e o dia da semana

Outra forma para determinar o Orixá 2022, ou seja, aquele que regerá os próximos 12 meses está ligado ao dia da semana em que cai o dia 1º de janeiro. E, em 2022, será um sábado, dia comumente ligado às Iabás, senhoras das águas, sobretudo Oxum e Iemanjá.

Se este método lhe parece correto, vale dizer que um ano regido por Oxum e Iemanjá poderá trazer, além da grande força feminina, tempos de maior autoconfiança, criatividade, força e busca por harmonia.

Oxum é amor no sentido mais amplo, senhora das águas doces, cujo movimento estimula o entendimento. Iemanjá, senhora das águas salgadas, é geradora, potencializadora de forças e iniciativas. Juntas, compõem um cenário propício ao desenvolvimento forma ampla, estudos, novas ideias e muita energia para fazer e conquistar.

Outros métodos

No Candomblé e em algumas vertentes de Umbanda, muitos Pais ou Mães de Santo costumam usar o jogo de búzios para determinar o Orixá dominante do ano que se aproxima. Daí a grande variedade de resultados, se confrontarmos os resultados entre si. Milenar, este método deve ser respeitado como os demais e caberá a cada um de nós a reflexão e confiança nesta ou naquela leitura feita.


Por fim, cabe dizer que na Umbanda costumamos considerar que somos regidos por todos os Orixás ao mesmo tempo. Eles irradiam seus fatores e energias divinas sobre nós sem parar e, de fato, conhecer ou não qual Orixá regerá o novo ano não é essencial para que nos conectemos com a realidade, mas é sim uma informação importante num momento em que todos voltam sua fé e esperança para um novo período que vai começar.

Assim, a determinação do Orixá do ano é algo interessante, porém não é determinante. Esta discussão, própria desse período, ajuda a relembrar as características dos Orixás e pode ser um fator de conhecimento válido, mas não encerra, de forma alguma, como será o ano pessoal de cada um.

Noutras palavras, você agora sabe que o Orixá 2022 terá a regência de Ibeji, Oxum, Iemanjá ou até Exu (encontramos algumas referências). Leu, se informou, mas não sabe exatamente o que fazer para ter um ano-novo melhor, certo?

Que tal fazer um balanço sobre si mesmo, sua vida, realizações, conquistas e objetivos?

Escreva, converse com amigos e familiares; planeje 2022. E confie nos Orixás, nos Guias e na espiritualidade que nos acompanha em todos os momentos. Nos momentos de dúvida ou aflição, ore mentalmente, peça, agradeça. Ibeji, Oxum, Iemanjá e toda a espiritualidade estará a postos para atender. Nisso você pode acreditar!

Tags:
>