Oxumaré na Umbanda: saiba mais

oxumaré na umbanda

Oxumaré na Umbanda: Orixá ainda pouco cultuado

Assim, cabe explicar que esse amado Pai rege a Segunda Linha de forças, a Linha do Amor e da Concepção juntamente com Mãe Oxum.

Regente Cósmico dessa Linha, já foi alvo de muitas interpretações dos ‘conhecedores’ dos mistérios dos Orixás.

Com efeito, Oxumaré é Orixá de origem daomeana de acordo com os Cultos de Nação e sincretiza com São Bartolomeu, santo católico.

Diz-se que não exatamente Pai Oxumare tem origem daomeana, mas sim o Daomé ou Daomei tem suas raízes nesse Pai.

A saber: “Dã” é serpente.
Então, Daomé significa “terra da serpente”.

Dessa forma, quanto às lendas a seu respeito, chegam a caracterizar que esse amado Pai é seis meses masculino e seis meses feminino.

Ou até mesmo metade do tempo homem, metade do tempo cobra (serpente).
Que interpretem como quiserem os profundos ‘conhecedores’…

O que diz “a ciência dos Orixás”

De acordo com a ciência dos Orixás, trazida a nós pelos mestres da luz através das psicografias de Rubens Saraceni (Código de Umbanda, Gênese Divina de Umbanda Sagrada, etc.) entendemos de forma diferente as atribuições de Pai Oxumaré na Umbanda:

– Regente no ritual de Umbanda Sagrada do Mistério “Arco-Íris” e, entre outros, do Mistério “Cobras” que atuam de forma positiva e cósmica dentro da religião;

LEIA TAMBÉM  Orixás pertencem a alguém ou alguma religião?

– Na linha água-cristal, é polo complementar do Mistério Iemanjá Cristalina ou Iemanjá da Fé;

– Atua renovando os seres em todos os sentidos.

Mesmo que para isso seja necessário, por exemplo, diluir a religiosidade que está atrasando a evolução de uma pessoa, encaminhando-a para outra religião, que renovará seus antigos princípios de fé.

Desse modo, o mesmo ocorre com um ser que desenvolveu uma sexualidade negativa.

Afinal, não é por acaso que a energia kundalini seja chamada de serpente.
Pois é Pai Oxumaré que rege sobre essa energia e sobre a sutilização das energias sexuais.

Então, se Oxum é o elemento mineral, Oxumaré, polarizando nessa linha de forças, é a energia diluidora e sutilizadora desse elemento.

Viram como os campos de atuação desse amado Pai são vastíssimos?

Assim, seria necessário muitas linhas para falarmos um pouquinho desse Pai.

Oxumaré na Umbanda: como evocar

Na prática podemos evocar Oxumaré em nossos Terreiros de Umbanda em seu ponto de força na natureza (ao lado das cachoeiras).

E podemos oferendá-lo com flores, champanhe rosé, melão, velas coloridas, (brancas, azuis, douradas, rosa, roxa, vermelha, verde, marrom).

Da mesma maneira, podemos pedir por renovação em nossas vidas.

Por certo, desde que seja justo e que acelere o processo evolutivo em nossas vidas.

A saber, seu numero é o 5, seu dia da semana a quinta-feira e associa-se com o planeta Mercúrio.

LEIA TAMBÉM  Orixás: quem são?

Visto que suas ervas podem ser: alcaparra, cavalinha e a graviola, entre muitas outras.

Só para ilustrar, como definição, reproduzo esse parágrafo do livro Gênese Divina de Umbanda Sagrada sobre Oxumaré na Umbanda:

Oxumaré: Trono da Renovação que dilui todas as agregações desequilibradas e renova o meio onde elas acontecem, criando novas condições para que novamente sejam reagregados, já em equilíbrio e harmonia com o Todo, que é Deus, com a vida e a religiosidade dos seres.

Renovação e Sucesso a todos!


Entenda sobre a relação entre sexualidade e Oxumaré AQUI


Quer entender mais sobre ORIXÁ DE CABEÇA? CLIQUE AQUI


ILUSTRAçãODalton Muniz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here