Natal na Umbanda: devemos comemorar?

Natal na Umbanda: umbandista também comemora?

Estamos em dezembro, um mês mágico que altera o estado de espírito das pessoas, principalmente dos umbandistas, que já comemoraram Iemanjá, Iansã e Oxum no começo do mês.

Ainda temos o dia 25, quando a cristandade comemora o nascimento do Mestre Jesus no mundo todo, e temos o dia 31, quando todos comemoram a passagem do ano com uma explosão de alegria e votos de que o ano que começará seja de paz, saúde e prosperidade.

Portanto, para os umbandistas a comemoração do Natal cristão é algo natural, até porque a maioria dos seus seguidores e médiuns praticantes veio da religião cristã.

Inclusive, muitos umbandistas seguem uma corrente doutrinária denominada Umbanda Cristã, muito parecida com o Espiritismo Kardecista.

Na maioria dos seus Centros, os umbandistas colocam em seus altares a imagem do Mestre Jesus no seu degrau mais alto – como aqui na foto de Davi Nunes – prestando-lhe uma reverência e adoração sublime devido ao seu sincretismo com o Orixá Oxalá, o maior dos Orixás cultuados na Umbanda.

Esse respeito e reverência ao Mestre Jesus enobrece ainda mais a Umbanda, a mais tolerante das religiões existentes no Brasil, já que ela acolhe em seus Centros os seguidores de todas as outras com amor e respeito, sem constrangê-los com perguntas sobre a religião que seguem e, sim, os auxiliam onde elas não podem ou seus sacerdotes não sabem como lidar: a Mediunidade e os problemas espirituais de fundo karmático!

Nesse ponto a Umbanda é única entre as religiões!

Seus dirigentes e médiuns, assim como todos os Guias Espirituais, acolhem os seguidores de outras religiões como irmãos e os auxiliam como podem e da melhor forma possível, livrando-os de suas perturbações de fundo espiritual, auxiliando-os na cura de suas doenças, auxiliando-os a conseguirem um emprego, quebrando demandas das quais são vítimas, etc.

E isso sem perguntar-lhes quais as suas religiões, sem atribuir às suas crenças religiosas a causa de suas dificuldades e nem os obrigando a se converterem para que, aí sim, sejam ajudados pelos sagrados Orixás e pelos Guias Espirituais de Umbanda.

Não vemos isso acontecer nas outras religiões, onde o usual, assim que sabem a religião de quem adentra em seus templos, é ir alertando-os ou acusando-os de seguirem uma religião errada, ou pagã, ou do diabo, etc.

Nesse aspecto a Umbanda é única e insuperável porque todos os umbandistas acreditam que Deus é único, esta presente na vida de todos e em todas as religiões, não importando a forma que usam para cultuá-lo e adorá-lo.

Inclusive, é comum aos seguidores das outras religiões reagirem com palavras ofensivas à nossa religião e à nossa pessoa assim que ficam sabendo que seguimos a religião Umbanda, dando a entender que só eles cultuam e adoram Deus.

Muito além do Natal na Umbanda

Essa postura intolerante por parte da maioria dos seguidores de outras religiões para conosco provavelmente é uma decepção para o mestre Jesus, que não fundou nenhuma religião e não pregou a intolerância, mas vê entre os seus seguidores uma reação não fraterna aos seus irmãos em Deus que professam outras crenças religiosas.

Os umbandistas seguem a Umbanda, mas respeitam todas as outras religiões e a crença dos seus seguidores e não temem entrar em suas igrejas porque nesse quesito estão anos-luz à frente dos demais, já que sabem que só há um Deus, criador de tudo e de todos e existem suas divindades, espalhadas entre as muitas religiões existentes na face da Terra, com Jesus Cristo incluído entre elas e ao qual respeitam e amam.

Daí a crença no Natal na Umbanda.

No dia em que todas as religiões e todos os seus seguidores pensarem e agirem como prega a Umbanda e os umbandistas, haverá nesse mundo mais fraternidade verdadeira e menos miséria, doenças, crimes, racismo e intolerância.

Mas isso talvez seja esperar demais dessa humanidade pecadora que discrimina seus semelhantes só porque seguem uma religião diferente, ainda que todos saibam que só há um Deus e que todos somos seus filhos… que todos somos irmãos perante Ele, o nosso Divino Criador!

Por ser como são e por amarem e respeitarem o Mestre Jesus, os umbandistas comemoram o Natal e lhe rendem merecida homenagem, pois, pelo menos nessa data cristã os cristãos de fato se mostram mais fraternos e tolerantes.

Nesse Natal na Umbanda, que o amado mestre Jesus abençoe a todos!

Feliz Natal Umbandistas!