lemanjá: divindade criativa e geradora

Divindade criativa e da Criação, Iemanjá é a resposta, certo? Mas que tal aprofundarmos um pouco mais?

Olorum cria e gera em Si mesmo tudo o que existe e tem nesta Sua faculdade criativa e geradora uma de Suas qualidades, através da qual Sua Gênese Divina vai surgindo e concretizando-se, já como o meio e como os seres que nele vivem.

A qualidade genésica do Divino Criador é a fonte da vida e das coisas que dão sustentação a ela. Olorum cria e gera em Si mesmo, e criou e gerou nessa Sua qualidade uma divindade criativa e geradora, que é essa Sua qualidade em si mesma.

Então surgiu lemanjá, divindade unigênita gerada na qualidade criativa e geradora de Olorum, que a tornou em si mesma a Sua qualidade criativa e geradora.

Ela é unigênita e por isso tanto gera em si quanto gera de si. Quando gera em si, dá origem à sua hierarquia de Tronos da Criação e Tronos da Geração, que são divindades que manifestam uma dessas duas naturezas de lemanjá.

lemanjá: divindade criativa e geradora 1
Mojubá Maquiagem e Maysa Sena Photo (Instagram/Reprodução)

Quando gera de si, ela irradia essa sua dupla faculdade, e quem a absorve torna-se criativo e gerador no aspecto da vida a que se dedicar.

A lenda nos diz que lemanjá é tida como a mãe de todos os Orixás, e ela está relativamente certa, já que se algo existe é porque foi gerado. E, porque lemanjá é em si mesma essa qualidade geradora do Divino Criador, então ela está na origem de todas as divindades.

Mas as coisas de Deus (Olorum) não acontecem assim. E Ele, quando começou a gerar, já havia ordenado sua geração. Então Ogum já existia e ordenava a geração de lemanjá. Oxum já existia e agregava o que ela estava gerando, etc.

Bem, o caso é que lemanjá, a divindade criativa, é a “Mãe da Vida”, e como tudo o que existe só existe porque foi gerado, então ela está na geração de tudo o que existe.

Ela tem, nessa sua qualidade, um de seus aspectos mais marcantes, pois atua com intensidade na geração dos seres, das criaturas e das espécies, despertando em cada um e em todos, um amor único pela sua hereditariedade.

O amor matemal é uma característica marcante dessa divindade da Geração, e quem se coloca de forma reta sob sua irradiação logo começa a vibrar este amor matemal, que aflora e se manifesta com intensidade.

lemanjá, por ser em si a Geração, está na gênese de tudo como os próprios processos genéticos. E se a qualidade Oxum agrega ou funde o espermatozóide e o óvulo, lemanjá é o processo genético que inicia a multiplicação celular, ordenada por Ogum, comandada por Oxóssi, direcionada por lansã, equilibrada por Xangô, estabilizada por Obaluayê e cristalizada num novo ser por Oxalá.

Viram como um Orixá não dispensa a atuação dos outros e como todos são fundamentais e indispensáveis a tudo o que existe?

Bem, lemanjá, a nossa Mãe da Vida, é por demais conhecida em alguns de seus aspectos. Mas em outros é totalmente desconhecida.

Ela, por ser em si mesma a qualidade criativa e geradora de Olorum, então gera de si duas hierarquias Divinas; uma é regida pelo Trono da Criatividade, que gera em si mesmo essa qualidade e a irradia de forma neutra a tudo o que vive, tornando todos os seres, criaturas e espécies muito criativos e capazes de se adaptarem às condições e meios mais adversos.

Outra é regida pelo Trono da Geração, que é em si mesmo a qualidade genésica do Divino Criador, gera e irradia essa qualidade a tudo e a todos, concedendo a tudo e a todos a condição de se fundirem com coisas ou seres afins para multiplicarem-se e repetirem-se.

Minerais afins fundem-se e dão origem aos minérios.
Elementos afins fundem-se e dão origem a novos dementais.
Energias afins fundem-se e dão origem a novas energias.
Cores afins fundem-se e dão origem a novas cores.
Seres afins (machos e fêmeas de uma mesma espécie) fundem-se e dão origem a novos seres.

Os Tronos da Geração regem sobre este aspecto da gênese e não só sobre o sexo. O campo desses Tronos é tão vasto na vida dos seres e na Criação Divina que o definimos melhor se simplesmente dissermos:

"Os Tronos da Geração estão na gênese de tudo e de todos porque são uma das características de lemanjá, que é em si mesma a Geração Divina".

Portanto, Criatividade e Geração são os dois lados de uma mesma coisa: Gênese Divina! E lemanjá as manifesta em suas duas hierarquias de Tronos: os da Criatividade e os da Geração.

Por ser a divindade da Criatividade e da Geração, lemanjá está em todas as outras Qualidades Divinas, mas polariza com o Orixá Omolu e faz surgir a irradiação da Geração, que tem nele o recurso de paralisar todo processo criativo ou gerativo que se desvirtuar, se degenerar, se desequilibrar, se emocionar ou se negativar.

Materiais para oferendas >>> Velas brancas, azuis e rosas; champanhe, calda de ameixa ou de pêssego, manjar, arroz-doce e melão; rosas e palmas brancas, tudo depositado à beira-mar.

Água de lemanjá para lavagem de cabeça (amaci) >>> Água de fonte com pétalas de rosas brancas e erva-cidreira maceradas e curtidas por sete dias.

Tags: