Comigo-Ninguém-Pode – Dia 18 – Erveirança 5.0

Comigo-Ninguém-Pode. Essa muita gente já ouviu falar, mas não associa o nome à pessoa, ou melhor: o nome à planta.

A Erveirança 5.0 continua firme e agora você vai conhecer uma das ervas mais populares do Brasil.

Acompanhe!

Dia 18 – Erva 18

Comigo-Ninguém-Pode – Dieffenbachia amoena Bull.

Não, não e não tomamos banho com Comigo-Ninguém-Pode!

Na dúvida, mas espero de coração que não haja dúvida, repita o nome dela e acredite que sim, ela faz jus à sua reputação.

Há vários tipos desta incrível e perigosa planta ornamental, caracterizada por diversos padrões de desenho nas suas folhas. Seu alto nível de toxicidade a torna responsável por milhares (isso mesmo, milhares) de acidentes domésticos todos os anos, com crianças e adultos, e também com animais de estimação.

Contém nas folhas, caules e raízes um componente identificado como oxalato de cálcio, na forma de micro cristais, chamados também de “ráfides”, que são minúsculas lâminas ou agulhas que são liberados no simples toque, e podem penetrar na pele e mucosas lesionando-as e resultando em uma resposta alérgica de inchaço e irritação profunda.

O contato com os olhos pode provocar danos irreversíveis ao conjunto ocular. E, em caso de ingestão, esse inchaço na boca e garganta podem obstruir a respiração levando a óbito.

Mesmo assim é uma importante planta ornamental, bastante comercializada pela sua facilidade de manutenção e resistência. Não exige muita luz natural e vai bem em qualquer cantinho da casa ou do jardim. Responsabilidade acima de tudo!

É importantíssimo saber dessas informações antes de simplesmente colocar essa planta em casa para proteção. Mas vamos ao lado bom do Comigo-Ninguém-Pode.

Já falamos que não a usamos em banhos em hipótese nenhuma, certo? No entanto, podemos guardar com cuidado suas folhas secas e usá-las em defumações para limpeza profunda. Tendo todos esses cuidados, sua presença garante um filtro incrível de energias densas e acúmulos emocionais negativos no ambiente. Protetora por definição, quando ativada e colocada na guarda de nossas casas e locais religiosos.

Ah, e como podemos fazer isso? Com uma reza evocatória bem simples:

Amado Pai Criador, Sagrada Mãe Natureza, Sagrado Poder Vivo e Divino das Ervas, Sagradas Forças Naturais, eu vos saúdo e peço respeitosamente que abençoem essa planta, tornando-a viva e ativa, guardadora e protetora da minha casa e da minha família, de todos os males da matéria e do espírito e de investidas contrárias às virtudes. Peço que mantenha nesse ambiente as vibrações benéficas de cura, caminhos abertos, saúde, segurança e proteção. Amém, Assim Seja e Assim Será!

Dentro da sua convicção religiosa, acrescente evocações e pedidos pessoais que não saiam deste caminho sugerido.

Associamos o Comigo-Ninguém-Pode às vibrações de Pai Oxóssi e Pai Oxalá em especial, mas há outras nuances, como já descrito no texto da Mamona, que devem ser levadas em consideração também. Com muito cuidado, respeito, bom senso e amor, teremos nesta poderosa e tradicional erva ritualística, uma aliada de peso significativo!

Se temos Comigo-Ninguém-Pode, temos guarda e proteção!

Que assim seja, é, e será!

Gratidão às forças vivas da natureza vegetal!