Rituais com ervas: quem pode fazer?

Rituais com ervas é algo apenas para poucos?

Quem pode fazer?

A resposta primária é: todos!

Mas não é tão simples assim.

O mais importante antes de fazer um preparo ritual e executá-lo é responder a algumas perguntas básicas:

1 – O que eu quero?

2 – É o que eu realmente preciso?

3 – Pra que eu quero?

4 – Como quero me sentir depois desse ritual?

5 – Como me vejo agora e como quero ficar?

Para quem não sabe o que quer, qualquer resultado é bem vindo.

Vamos a um exemplo sobre a eficiência dos rituais com ervas:

A pessoa se encontra em situação financeira difícil, desempregada, acompanhada de desanimo e desmotivação.

Naturalmente essa pessoa irá procurar um processo que ative a prosperidade em sua vida.

A mente em preocupação começa a visualizar a situação cada vez pior. As dúvidas, falta de confiança.

“Será que vou conseguir pagar as contas que não param de chegar?”

Muito bem, qual energia de prosperidade essa pessoa vai atrair para si?

Nenhuma.

Nós criamos barreiras com nossos sentimentos contrários ao que queremos.

Seria muito mais interessante para esse indivíduo começar com uma boa limpeza energética, fortalecimento e equilíbrio da vontade, uma boa dose de alto astral, para aí sim trabalhar a essência de prosperidade, que podemos dizer sem errar, que é a multiplicação daquilo que já trazemos em nós.

Resumindo, quando se trata de rituais com ervas, primeiramente limpamos a casa, preparamos o ambiente e, aí sim, colocamos a energia adequada para funcionar, estabelecendo um padrão cuja manutenção dependerá da própria pessoa.

Na Umbanda, o atendimento é direto, o oráculo vivo é através do próprio médium.

Observando um atendimento espiritual assim, vemos que é recomendado para a pessoa algum ritual, mas essa pessoa já está ali, pedindo ajuda, o que já é uma grande coisa.

Ela já saiu do ostracismo e pelo menos foi até o Terreiro. Não ficou em casa reclamando e curtindo o tempo perdido. Dignou-se a aguardar seu atendimento e diante da entidade espiritual confiou suas dúvidas, temores e insucessos. E declarou seu desejo de melhorar.

O Guia espiritual lhe atenderá, fará ali um benzimento, um descarrego energético e recomendará alguns banhos com ervas e defumação para sua casa.

O ritual, nesse caso, servirá para condensar as energias necessárias para a realização da melhora global, e ao mesmo tempo especifica da pessoa, e para dar permanência à vibração desejada.

Mas e se estou nesse processo, me sentindo fraco, desanimado, desmotivado, sem ânimo até para ir ao Terreiro ou fazer um ritual, como sair desse estado de crise e me colocar em condição de melhora?

Buscar um estado de espírito mais adequado é sua tarefa inicial.

Se já passou por essa fase, ótimo. Caso contrário, existem fórmulas mágicas que funcionam há milênios.

As rezas, orações, preces são essas chaves milagrosas que podemos citar sem medo de errar. Eu gosto muito de Prece de Cáritas e Salmo 23 para essas situações onde é necessário quebrar barreiras energéticas.  

Enfim, todos que querem um mundo melhor, começando por si, suas casas, seu trabalho, podem praticar seus rituais sem medo das reações negativas, pois se elas existem, não têm força nenhuma contra quem está no bem, para o bem e pelo bem.

E mais: quando você se coloca no caminho com vontade, mesmo que hajam interrupções, oposições, forças contrárias, tenha certeza que o universo conspirará a seu favor, colocando a você todos os recursos necessários.

Texto extraído do livro “Rituais com Ervas – Banhos, defumações e benzimentos