Quem é Exu? Hellboy, Demônios Goéticos e outros enganos na Umbanda

0
2512
Publicidade

Quem é Exu?
Exu não tem chifres, rabo ou pé de bode.
Se é assim que você enxerga Exu, tá precisando limpar suas “lentes espirituais”.

E o pior: se é assim que você vê o Exu que trabalha, sinto em lhe informar que está trabalhando com um ser trevoso ou fruto da sua fértil imaginação.

Exu, segundo a Umbanda, são espíritos humanos que tiveram diversas encarnações.
E, errando e acertando fizeram a sua caminhada evolutiva.
Despertados consciencialmente, se assentaram à Esquerda dos Orixás e trabalham hoje em favor da evolução dos seres.

São vitalizadores de nossas qualidades positivas e absorvem, neutralizam e esgotam nosso negativo.
O melhor a fazer é estudar a essência Exu, suas qualidades, atributos e campos de atuação antes de fazer afirmações bizarras.

Agora, se preferem dar asas à imaginação, vislumbrar Exu como um ser equiparado com as histórias em quadrinhos e personagens de desenhos animados, o problema é de cada um.

Quem é Exu?
Exu é realidade; Conde Drácula é mito.
Exu existe; Batman é ficção.
Exu é real; Hellboy é de mentirinha.

As imagens vendidas em lojas de artigos religiosos caracterizando Exu (ou seria descaracterizando) são puramente comerciais.
Elas têm a intenção de serem vendidas para mentes supersticiosas.
Não condizem com a realidade na maioria das vezes.

Mas então, quem é Exu?

Se dentro da Umbanda existem umbandistas comparando Exu com demônios goéticos, dando a eles formas diabólicas, rabos, chifres, cor avermelhada e etc, fica difícil para os estudiosos e praticantes sérios da Umbanda realizar um verdadeiro trabalho de desmistificação no tocante à Esquerda da religião.

Alguns querem criar (e criam) histórias mirabolantes sobre Exu e Pombagira.
Não sei se para saciar sua vaidade ou por puro devaneio.

Outros usam a figura de Exu para assustar pessoas, imitando o mito do Diabo usado pela Igreja de Roma para ter os fiéis “debaixo” de seus dogmas e mandamentos.

Quanto desfavor fazem pseudoumbandistas em se tratando da Esquerda da Umbanda!
Preferem a fantasia que comove do que a verdade racional que custa, mas convence.

Não quero nem falar sobre os de fora da Umbanda, que se utilizam dos nomes SAGRADOS de Exu e Pombagira para realizarem práticas de magia negativa, amarrações.
Eles deverão prestar conta com a verdadeira Maria Padilha, Mulambo, Quitéria, Marabô, Tranca Ruas, Caveira que usam indevidamente os nomes para suas práticas repugnantes.

E as beberagens de sangue, que alguns realizam dizendo incorporados de Exu?
E as festas a fantasia que vemos em diversas Festas da Esquerda?
E as luxúrias praticadas em nome das entidades da Esquerda?

Bom, passarinho que come pedra sabe o que tem; cada um segundo as suas obras.

No fim das contas, quero acreditar que tanta distorção feita sobre Exu e Pombagira é por ignorância.

Mas a realidade é outra: muita marmotagem, brincadeira, ilusão, devaneio, fantasia, palhaçada…

E os que procedem com babaquices espirituais, uso indevido dos mistérios de Deus, prática de magia negativa usando o nome de Exu e Pombagira, ensinos distorcidos e irreais, podem apostar serão atuados pela Cruz Tridentada, atuados pela parte masculina negativa do fator congregador que no negativo gera a ilusão, iludindo os que se afastaram do positivo da fé, além de serem atuados pela espiral tridentada, atuados pela parte feminina negativa do fator congregador que no negativo gera a possessividade, fanatizando os que se afastaram da religiosidade positiva.

Pombagira não é meretriz do astral.
Não esconde rabo debaixo de sua saia, não tem chifres pequeninos e redondinhos.
É Mistério de Deus, é Desejo pela Vida.

Então, quem é Exu?

Exu não é o demônio: é polarizador com quem o ativa.

Como Umbanda é religião e só pode fazer o Bem, Exu só polariza com o Bem na Umbanda, porque umbandista só o ativa para o Bem.

Definitivamente:
Exu é Exu.
Quiumba é quiumba.
Magia é magia.
Harry Potter é Harry Potter.

E Umbanda é Umbanda!

O caminho racional da ciência divina na Umbanda serve para fundamentar a religião.
A fantasia serve para denegrir esses mesmos fundamentos.

Se não sabe, não fala.

É lunático, procure um psiquiatra.

Gosta de conto de fadas, escreva um livro de historinhas, mas, por favor, não maculem o Mistério da Esquerda da Umbanda.

Texto produzido por David Veronezi, sacerdote de Umbanda na Tenda da Caridade de Umbanda Missionária