Mironga para abrir caminhos

0
2735
Publicidade

Abrir caminhos não significa prosperidade imediata.

Abrir caminhos é permitir que você esteja pronto para aproveitar ao máximo as oportunidades que surgem.

Material necessário

– 3 cocadas pretas
– 1 cumbuca pequena de barro
– 1 quartinha pequena de barro
– 1 prato pequeno de barro
– 8 moedas de 1 real
– 1 vela branca
– 1 vela preta
– 1 vela vermelha
– 1 pedaço de pano vermelho cortado na forma de quadrado
– Mel
– 1 garrafa de cachaça

Procedimento

Levar o material em uma encruzilhada de terra.
Fazer a saudação e pedir permissão para o Exu dono daquela encruzilhada.
Em cima do pano, colocar a cumbuca com mel no lado esquerdo.
No meio, colocar as cocadas no prato.
No lado direito colocar a quartinha com cachaça.
Em cima, fora do pano, acender as 3 velas formando um triangulo equilátero.
Passar as moedas no corpo e pedir para Exu abrir os seus caminhos.
Colocar as moedas no pano: 2 em cima, 2 em baixo, 2 no lado esquerdo e 2 no lado direito.
Derramar o restante do mel e da cachaça em volta da oferenda.
Fazer a saudação e agradecer a Exu pelo trabalho.

Após a realização da mironga para abrir caminhos, procure prestar atenção às oportunidades que surgirão em sua vida.

 

Texto extraído do livro “Manual do Médium de Umbanda”, de Diamantino Fernandes Trindade, publicado pela Editora Suprema Cultura.

 

O que é Mironga?

Mironga vem do quimbundo milonga, plural de mulonga, que signigica mistério, segredo. Mas também pode querer dizer briga, desentendimento. Palavra bastante usada nos cultos bantos (grupo etnolinguístico localizado principalmente na África subsariana que engloba cerca de 400 subgrupos étnicos diferentes).

Na Umbanda, mirongueiro significa algo como ‘aquele que domina vários rituais com finalidades específicas.