Ervas para os males da atualidade: desânimo, baixa autoestima e mais

0
9489
Publicidade

Ervas para os males da atualidade não significa que antes elas não serviam para este fim.

O que mudou é que há novas formas de desequilíbrio energético por aí.

Quantas vezes a gente não tem vontade de desistir de tudo, não é?

Minha especialidade é o mundo das ervas e nela eu baseio todo o meu trabalho.
Tenho na minha religião, em minha amada Umbanda, a base fundamentadora de todo esse trabalho.

Toda a inspiração vem de Mãe Natureza na forma de bênçãos de luz.
E as ervas são as portadoras e mantenedoras dessas bênçãos.
E estas, por sua vez, foram trazidas por espíritos que se apresentam na forma de Caboclos, Pretos Velhos, Exus e Pombagiras entre outros.

Quando levamos flores ou ervas para o trabalho espiritual, estamos colaborando com trabalho dos Guias e mentores.

As flores e ervas facilitam a abertura de portais vivos, por onde transitam energias, vibrações, luzes e cores das mais diversas.
E essas manifestações a partir desses organismos vegetais condensam um padrão fluídico capaz de ser assimilado pelo nosso organismo humano.

Um maço de ervas na mão dos Guias incorporados são ferramentas capazes de dissolver larvas e miasmas astrais, através dos passes energéticos.
Esses mesmos passes produzem no campo astral do atendido uma aura de magnetismo capaz de proporcionar a cura, a prosperidade.
Enfim, a tranqüilidade necessária para o ser alcançar seus objetivos e permanecer na sua evolução contínua.

Uma erva não anula outra e esse mito só é verdadeiro se mudar o propósito.

Desde que você se mantenha no propósito luminoso da cura espiritual, as ervas convergirão para a direção indicada.
A magia só faz sentido se tiver um motivo, um propósito.
Deixe isso muito claro para a erva.

Consagre seus banhos e defumações antes de usá-los.
De forma simples e objetiva isso é feito, com rezas espontâneas e sempre em nome de Pai Criador e Mãe Natureza.

Nossos amados Pais e Mães Orixás estão em vibração latente em todas as ervas.
Quando nos servimos dos banhos e defumações estamos condensando essas vibrações no nosso padrão humano de entendimento.

Sempre recebo por e-mail dúvidas freqüentes e pedidos de auxílio para ervas para os males da atualidade, do dia a dia.

Enfraquecimento da vontade, proteção, síndrome do pânico e medos generalizados.

Antes de usar as ervas para os males da atualidade, saiba que:

– Primeiro, vença o desânimo, acreditando que és um filho do Criador.
– Portanto, a bondade, a cura, a perseverança, o ânimo e todas as virtudes divinas são tuas também.
– Elas fluem de forma incessante no universo e fluem pra dentro de você o tempo todo.
– Aceite que és merecedor de bênçãos divinas e elas lhe serão verdadeiras.

Então comece.

Relaxe e esvazie sua mente de tudo.
Acenda um incenso ou queime um pouco de sálvia num refratário e defume ligeiramente o ambiente.
Coloque uma música suave e faça a reza/oração que quiser.
Não esqueça, por mais simples que pareça, o poder das orações já estabelecidas em nosso meio humano:
Pai Nosso, Ave Maria, Salve Rainha entre outras, são preces poderosíssimas quando declaradas com convicção.

Se sua vontade e autoestima está em baixa, tome banho com arruda, picão preto, guiné, hortelã, manjericão, cravo da índia e orégano.

Se são os medos que lhe atormentam, use nos banhos: calêndula, hortelã, alfazema, noz moscada, açafrão (cúrcuma), casca de jurema preta e angico.

Após esses banhos, para abertura de caminhos, use: louro, carapiá, jasmim, rosas brancas, samambaia ou abre-caminho, pitanga e folhas de goiabeira.

Para auxiliar na cura de doenças físicas fortalecendo o espírito, use:
assa-peixe, sete sangrias, sabugueiro, capim cidreira ou melissa, rosas vermelhas, arruda e casca de alho.

Essas receitas são para banhos e defumações.
Use-as com propósito firme.
Vença os pensamentos negativos e aqueles que insistem em lhe subtrair a fé.
Não pare seus tratamentos médicos, que são importantes para a cura.
Mas peça, ao tomar seus banhos, que sejam encaminhados para sua vidas os médicos da Terra que terão discernimento, boa vontade e visão para lhe trazer a cura que precisa.

Vamos todos juntos criar uma poderosa egrégora de uso das ervas com consciência e sabedoria.
Certeza que realmente funcionam de forma simples e objetiva.

Lembre que os banhos são da cabeça aos pés (ou do pescoço para baixo, de acordo com a orientação que lhe for mais confortável).
E que tanto eles como as defumações não exigem mais do que Amor e Bom Senso!

Eu vim para falar das ervas, e você?
Eu vim para quebrar os grilhões que escravizam e nos tiram do caminho natural.
E você?

Acredite e vença suas dificuldades!

Ervas para os males da atualidade também servem para outros fins, mas isso já é assunto para outro texto.

Sucesso, saúde e muitas ervas em sua vida!

Foto: Robson Andreani/Reprodução