Efeito sombra: encare suas experiências mais dolorosas

0
1276
Publicidade

Efeito sombra é um conceito ainda pouco conhecido.

As sombras são nossas mágoas, medos e rancores.

Precisamos nos livrar desses sentimentos e buscar a tranquilidade e a luz.

É muito fácil ficar preso à mágoa e à dor, e permitir que o efeito sombra e a nossa história ditem o futuro, minando nosso bem-estar.

Quando nos prendemos aos ressentimentos sem relação a nós mesmos ou aos outros, nos atamos àquela mesma coisa que nos causou a dor com uma corda mais forte que aço.

Recusar o perdão aos que nos magoaram é como ser alguém que se afoga e cuja cabeça está sendo mantida embaixo d’água por outra pessoa.

Em determinado momento, você perceberá que tem de ser a pessoa que luta para voltar à superfície.

A única forma de lutar contra a mágoa e a natureza opressiva de nossa sombra é com perdão e compaixão.

O perdão não acontece em nossa cabeça, mas no coração.

Ele se desenrola quando extraímos a sabedoria das dádivas até mesmo de nossas experiências e emoções sombrias.

O perdão é o corredor entre o passado e um futuro inimaginável.

Histórias assim demonstram que todos nós estamos vivendo de acordo com um plano maior e que, de fato, tudo acontece por um motivo.

Nada acontece por acidente e não há coincidências.

Estamos sempre evoluindo, estando ou não conscientes disso.

Frequentemente essa evolução é dolorosa, mas a dor serve como um propósito importante.

Ela é um ingrediente necessário para nossa receita divina.

Ao sentir a dor da solidão, nosso coração se abre para sentir mais amor.

Ao superar as pessoas e situações que nos oprimem, percebemos a profundidade de nossa força.

Quando estamos dispostos a reconhecer que a dor, os traumas e as mágoas realmente nos equiparam com a sabedoria essencial para o crescimento, naturalmente perdoamos e até abençoamos aqueles que entraram em nossa vida para nos ensinar essas lições difíceis.

A vida é divinamente elaborada para que cada um de nós receba exatamente aquilo que precisa para apresentar sua expressão única no mundo.

Nossa mente nos diz que o mal é mau, que o bem é bom, e que jamais poderemos ser tudo que sonhamos, mas, se nossa sombra pudesse falar, ela nos diria o contrário.

Ela nos diria que a luz mais radiante só poderá brilhar quando tivermos aceitado a escuridão.

Ela nos tranquilizaria de que há sabedoria em cada ferimento.

Mostraria-nos que a vida é uma jornada mágica para fazer as pazes, tanto com nossa humanidade quanto com nossa divindade.

O efeito sombra nos diria que merecemos mais, que somos importantes, que somos mais do que poderíamos sonhar e que há luz no final do túnel.

Ao abraçar a sombra, descobrimos que estamos vivendo em um plano divino, tão importante e tão vital para a nossa evolução, quanto para a evolução da humanidade.

Assim como uma flor de lótus nasce na lama, precisamos honrar as partes mais sombrias de nós mesmos.

Precisamos honrar nossas experiências de vida mais dolorosas, pois são elas que nos permitem o nascimento do mais belo self.

Precisamos do passado turbulento e enlameado, da sujeira da vida humana.

Precisamos da combinação de cada mágoa, ferimento, perda e desejo não realizado, misturada a cada alegria, sucesso e bênção, para nos dar sabedoria, perspectiva, e nos conduzir a ingressar na mais magnífica expressão de nós mesmos.

Essa é a dádiva do efeito sombra!

Trecho do livro “Efeito Sombra”, de Deepak Chopra, Debbie Ford e Marianne Williamson