Comparar Terreiro é possível (e válido) na Umbanda?

0
1322
Publicidade

Este é um momento em que os casos de intolerância religiosa aumentam, assustam e ganham destaque nos veículos de comunicação.

Mesmo que este possa não ser o melhor momento, é preciso destacar um ponto que acabamos por deixar adormecido.
E é tão prejudicial à nossa religião quanto a intolerância religiosa que vem de fora: é a intolerância interna.

Isso mesmo.
Não podemos fechar os olhos para as irmãs e irmãos de fé que, por medo ou desconhecimento, patrulham a fé dos outros.

Patrulham os rituais, hábitos e procedimentos de outros Terreiros e irmãos que professam a Umbanda de forma diferente da sua.

A raiz da Umbanda é o Amor e a Caridade. Comparar Terreiro não é legal…
E isso a maioria dos umbandistas sabe e concorda.

O problema é que, na prática, vemos irmãos de fé se indisporem (e até brigarem).

E brigam por conta de procedimentos ritualísticos, formas de cantar Pontos, forma de realizar as Giras e muito mais.

Se o Amor e a Caridade são nossa base, lembremos aqui o que o irmão, sacerdote e autor Adriano Camargo costuma dizer: para praticar a Umbanda é preciso bom senso.

Se no seu Terreiro há um altar bonito, com imagens sincretizadas, não julgue o do outro irmão que não possui imagens.
Se o seu Terreiro faz Giras mais longas ou curtas, se há ou não preleção, etc., isso só é relevante para quem estabeleceu e segue estas práticas.

Saber como outros Terreiros realizam seus trabalhos é importante, ajuda a entender o que você pode ou não implementar na sua Casa.
Mas não significa que este ou aquele estão mais certos do que outros.
Comparar Terreiro é saudável apenas para adotar práticas bacanas vistas nos outros.

Um dos grandes legados e um dos mais belos exemplos da nossa religião é a diferença, a liberdade e o acolhimento a todos.
Discutir certo e errado, entre nós, só trará desunião, justamente num momento em que devemos unir cada vez mais forças para marcar nossa posição.

Comparar Terreiro não leva a nada.

E você? Já presenciou gente comparando? O que fez? Comente, compartilhe!