Publicidade
Início Matérias Banhos Proteção espiritual para antes e depois do Carnaval

Proteção espiritual para antes e depois do Carnaval

0
2194
Publicidade

Proteção espiritual é bom a todo momento. Imagine no Carnaval…

O Carnaval é considerado por muitos uma época onde há muita turbulência espiritual no plano espiritual.

E isso é ainda maior em nosso País, onde a festa popular se espalha com força por todo o território.

Carnaval é um período onde muitas pessoas, mesmo desconhecidas se encontram para comemorar, dançar e muitos exageram no consumo do álcool e até drogas.

É um período em que muitos ficam com a libido à flor da pele que, combinada aos demais fatores, pode trazer consequências.

Este cenário pode causar uma abertura negativa no espírito.

Aquele que está brincando o Carnaval – muitas vezes bem intencionado – pode estar ao lado de alguns muito mal intencionados que “poluem” espiritualmente qualquer ambiente.

Na dúvida, segue uma dica que sugerimos para se proteger neste período.

Proteção espiritual antes e depois do Carnaval:

Antes de começar a folia ou mesmo no descanso, proteja-se espiritualmente tomando um banhos de limpeza e energização.
Estes banhos podem ser feitos também ao final das comemorações do Carnaval, na quarta-feira de cinzas.

Principais ingredientes:

– Rosas brancas
– Alecrim
– Cravos da Índia

O preparo é simples:

Coloque um litro de água para ferver.
Quando levantar fervura desligue o fogo e despeje as pétalas da rosa branca, o alecrim e os cravos da índia.
Faça orações ou mentalize, neste momento, limpeza e proteção espiritual.
Abafe até que fique morno.
Coe e reserve as pétalas, o alecrim e os cravos da índia para jogar posteriormente em um jardim ou em um vaso de planta juntamente com o cabo da rosa.

Tome seu banho higiênico normalmente e antes de se secar, despeje o banho de limpeza morno da cabeça aos pés (ou do pescoço para baixo, como preferir).

Vá mentalizando a limpeza espiritual e harmonização das energias que o (a) envolvem.

Proteção espiritual nunca é demais!

Fontes: Yogui/Visão Espírita