Publicidade
Início Matérias Textos Como se tornar um médium em desenvolvimento na Umbanda

Como se tornar um médium em desenvolvimento na Umbanda

0
9475
Publicidade

Como se tornar um médium em desenvolvimento?

Entenda alguns caminhos possíveis para se tornar médium na Umbanda.

1. Quem tem interesse em ser mais do que consulente na Umbanda pode ir às Giras e conversar com o Sacerdote responsável sobre o seu desejo de “trabalhar” pela espiritualidade.
Mediunidade todos temos; alguns a tem mais “aflorada” do que outros.
Mas todos temos esta capacidade dentro de nós.
Assim, é a vontade, o desejo da pessoa em se doar para a religião que vai determinar o início do seu desenvolvimento.

2. Os que se tornarão médiuns poderão frequentar as Giras de desenvolvimento mediúnico.
Estas, são sessões de iniciação fechadas ao público.
Nelas, os ogãs podem entoar cânticos chamando as entidades espirituais.
Em muitos Centros, o desenvolvimento se dá diretamente nas Giras públicas.
Nestes casos, muitos dos Sacerdotes responsáveis recomendam que o médium em questão trabalhe, incialmente, como cambone (isso também varia de Casa para Casa).
O iniciante deve sempre se dedicar aos trabalhos propostos, oferendas, banhos de ervas e estudos.

3. Quando o médium iniciante começa a incorporar ele aprende a ritualística de seu Terreiro.
Isso de acordo com a estrutura que o Sacerdote responsável orienta.
Exemplo: em algumas Casas, os iniciantes, incorporados, riscam símbolos no chão (Ponto riscado), acendem velas e conversam com o Sacerdote sobre sua forma de trabalho, e só passam a atender quando estiverem mais afeitos a toda a ritualística da Casa;

4. Superada esta fase inicial, o médium passará então a fazer parte da corrente de atendimento aos consulentes de seu Terreiro.
Os “passes energéticos” e os aconselhamentos são alguns dos artifícios utilizados para a comunicação com os umbandistas que frequentam a Casa.

Estes são os primeiros dos principais passos de como se tornar um médium em desenvolvimento.

Continue estudando, frequentando as Giras e fazendo cursos relacionados a Umbanda!

Foto: Robson Andreani/Reprodução