Publicidade

Orixás: quem são?

Na mitologia Iorubá, Orixás (em Iorubá, Òrìsà; em espanhol, Oricha; em inglês, Orisha) são ancestrais africanos divinizados que correspondem a pontos de força da Natureza e os seus arquétipos estão relacionados às manifestações dessas forças ou irradiações energéticas.

A característica de cada Orixá os aproxima dos seres humanos, pois eles manifestam-se através de emoções, assim como nós.

Cada Orixá possui um sistema simbólico específico, composto de cores, velas, comidas, pontos cantados, orações, ambientes, espaços físicos e até dias da semana e horários.

Como resultado do sincretismo que se deu durante o período da escravatura no Brasil, cada Orixá foi também associado a um santo católico, devido à imposição do catolicismo aos negros e também como sobrevivência dos até então “cultos” de origem africana praticados por eles.

Assim, adequaram-nos na roupagem dos santos católicos, aos quais cultuavam apenas aparentemente.

Na ritualística da Umbanda, em geral os Orixás não incorporam nos médiuns de trabalho e, quando o fazem, não prestam atendimento aos consulentes. Quando o fazem são, na verdade, irradiações arquetípicas dos Orixás para o trabalho em Terra. Exemplo: Caboclos de Ogum, etc.

O que é ser Filho de Orixá?

Orixás na Umbanda são irradiações de atributos divinos – Fé, Amor, Conhecimento, Razão (Justiça), Ordem (Lei), Evolução e Geração.

Quando uma pessoa nasce neste plano (terreno), seu espírito é criado à imagem e semelhança de Deus (Olorum) e gerado sob uma das irradiações divinas da Umbanda. Assim, todos temos um Orixá de Cabeça, cujas características nos acompanham nesta encarnação.

Há também o Orixá Ancestre (ou Ancestral) que nos acompanha desde o início de toda a Criação e também os Orixás Adjuntó (que se equilibra com o Orixá de Cabeça) e o Orixá Recessivo (que se equilibra com o Orixá Ancestral).

Há muita discussão e diferenças de análise sobre os Orixás regentes. Trataremos deste tema com mais profundidade oportunamente.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorXangô
Próximo artigoOrigem da Umbanda
O Umbanda Eu Curto foi fundado em 2011 e trará sempre discussões e ensinamentos importantes sobre a Umbanda. De forma leve, trataremos nossa religião sempre com muito respeito e responsabilidade, tornando claros os conceitos em mais de 100 anos de história.