Publicidade

Cigano se manifesta na Umbanda por meio de uma Linha de Trabalho espiritual voltada para a magia visando a prosperidade, a união familiar, o amor, a cura e a superação de preconceitos e de bloqueios emocionais.

Possuem a regência dos Orixás Oroiná (Egunitá) – que inclusive é sincretizada com Santa Sara Kali, a Padroeira do Povo Cigano – e também com Oyá-Tempo (Logunam) e Iansã.

A Linha dos Ciganos na Umbanda traz o arquétipo de um povo muito antigo e místico.

De alma livre, desapegados, são capazes de atrair a prosperidade no campo espiritual e material e de ensiná-la a quem precise.

O desapego e o senso de liberdade aparecem na sua maneira de viver, que é sustentada em suas crenças, tradições e na valorização da família.

Cigano evita se envolver em disputas por domínio ou conquistas.

Ciganos são grandes conhecedores da magia, alegres, amantes da natureza, serenos e sábios conselheiros.

São portadores de uma energia que favorece muito a prosperidade, pois estimula nas pessoas um sentimento de liberdade, de amor e celebração da vida.

Estes fatores, somados ao desapego, são indispensáveis para se atrair a “boa sorte” e “a fortuna”.

Cigano gosta de música e dança e suas Giras são envolventes, coloridas pelas suas vestes e, acima de tudo, pela sua energia alegre e amiga.

Usam muitos elementos magísticos, tais como: lenços e fitas coloridas, moedas, punhais, espelhos, taças, chaves, baralho, dados, pedras, runas, leques e incensos.

Observam muito as fases da Lua para os seus trabalhos.

No geral, a Lua Cheia é considerada a mais favorável; é a “lua madrinha” dos Ciganos.

Relações

Regência principal: Oroiná (Egunitá) e também Oyá-Tempo (Logunam) e Iansã
Campo de atuação: Prosperidade, Amor e Cura
Cores: Amarelo e Vermelho
Ervas: Jasmim, alecrim, sálvia, hortelã, folha de louro, canela, cravo entre outras
Flores: Pétalas de rosas variadas, violeta, girassol e flores do campo
Bebidas: Chá preto ou mate com frutas picadas, suco de frutas, vinho tinto, mel, licor, etc
Oferendas: Frutas frescas e/ou secas, pães, moedas, incensos e velas. Associar às flores e ervas acima
Banhos: Utilize as ervas acima em números ímpares (3, 5 ou 7)
Saudação: Optchá!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCriança
Próximo artigoCaboclo
O Umbanda Eu Curto foi fundado em 2011 e trará sempre discussões e ensinamentos importantes sobre a Umbanda. De forma leve, trataremos nossa religião sempre com muito respeito e responsabilidade, tornando claros os conceitos em mais de 100 anos de história.