Publicidade

Boiadeiro é nome que se dá à configuração de espíritos que se manifestam na Umbanda numa Linha aguerrida, valorosa, de poucas palavras, mas de muitas ações.

Apresentam-se como espíritos que encarnaram, em algum momento, como tocadores de boiada, vaqueiros entre outros.

Os seus Pontos Cantados sempre aludem a bois e boiadas, a campos e viagens, a ventanias e tempestades.

O arquétipo da Linha de Boiadeiro é a figura mítica do peão sertanejo, do tocador de gado, dos homens que viveram na lida do campo e dos animais.

Esta vivência fez com que desenvolvessem muita força e habilidade para lidar contra as dificuldades da vida, agora como Guia Espiritual.

O laço e o chicote são seus instrumentos magísticos de trabalhos espirituais.

Também usam colares de sementes ou de pedras.

São combativos, inclusive no corte de magias negativas, porque conseguem promover “um choque” em nosso campo magnético e liberá-lo de acúmulos negativos.

Boiadeiro é um arquétipo forte, impositivo, vigoroso, valente e destemido.

Representa a natureza desbravadora, romântica, simples e persistente do homem do sertão, também chamado de caboclo sertanejo.

Muitos deles foram mestiços, trazendo à nossa lembrança a essência da miscigenação do povo brasileiro, com seus costumes, superstições e fé.

Nem todos foram, de fato, boiadeiros, mas todos eles têm em comum a capacidade de atuar num campo específico e que caracteriza a Linha.

Boiadeiro nos traz uma energia vigorosa, muito útil na quebra de cargas e magias negativas e para desfazer “cristalizações” mentais negativas.

Atuam no campo da Lei Divina e na Linha do Tempo.

Relações

Regência principal: Ogum
Campo de atuação: Ordenação e Direção
Cores: Azul escuro e Amarelo
Ervas: Folhas de bambu, arruda, eucalipto, espada de São Jorge, lança de Ogum, espada de Santa Bárbara, pinhão roxo, etc
Flores: Cravos e rosas vermelhas e amarelas (e outras destas cores)
Bebidas: Suco de frutas ácidas, vinho tinto seco, aguardente com pedaços de canela, água de coco, cerveja clara, conhaque, etc
Oferendas: Use frutas variadas, ervas, flores e bebidas citadas acima
Banhos: Utilize as ervas citadas acima em número ímpar (3, 5 ou 7)
Saudação: Chetruá (Jetruá)

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCaboclo
Próximo artigoBaiano
O Umbanda Eu Curto foi fundado em 2011 e trará sempre discussões e ensinamentos importantes sobre a Umbanda. De forma leve, trataremos nossa religião sempre com muito respeito e responsabilidade, tornando claros os conceitos em mais de 100 anos de história.